Anji White- uma rara beleza do artesanal

Chazais na Provincia de Zhejiang

Anji (安吉) está localizada na província de Zhejiang, no noroeste da China, é famosa por seu bambu e é conhecida como “Aldeia de Bambu da China”. É nesta região que encontramos o cultivar Bai Ye, que dá origem a este chá tão especial.

Floresta de Bambu no condado de Anji

Diz a lenda, que Lu Yu, escrevendo seu livro “O Clássico do Chá”, sentia que não havia ainda encontrado todas folhas de chá e que deveria haver algo a mais a ser escrito. Ele sempre decidia sair para um passeio para procurar algo desconhecido. Em um destes passeios, Lu Yu chegou a uma montanha na província de Huzhou e foi atraído por uma espécie rara de arbusto do chá. As folhas eram bem claras, quase brancas. Preparou algumas folhas e notou um deslumbrante aroma perfumado e sabor refrescante. E este chá foi gravado em seu livro como chá branco Anji ( Anji Bai cha).

A maneira da descoberta pode ser lenda, mas prefiro acreditar que seja verdade.

Este antigo arbusto só foi redescoberto, acidentalmente, em 1982. Desde então, o “White” Anji tornou-se reconhecido e desenvolvido em um processamento esmerado, desde sua colheita até sua finalização.Mas como são as folhas do chá deste raro arbusto? Ela é bem pálida. Os brotos mudam de cor conforme a estação. As folhas jovens antes do festival Qingming( final de março até início de abril) são branco-acinzentadas e em épocas de chuva, as folhas novas vão se tornando gradualmente verdes.  Como este chá é processado em um curto período de tempo, ele é muito delicado e raro.

O chá branco Anji é um chá verde e não branco como muitos imaginam. Há uma diferença entre o chá “branco” Anji e os outros famosos brancos da China. Os chás brancos chineses como o Pai Mu Tam e Silver Needle são feitos de folhas verdes. O método de processamento é que determina se ele é branco. Já o chá Anji provém de um tipo de planta diferenciada, ou seja, a cor branca é da variedade da folha e não de seu processamento.

O chá “White Anji” é pouco difundido no ocidente, mas cresce em popularidade e desta forma muitos agricultores de outras regiões da China já iniciaram sua fabricação.

Preparação do chá para adquirir a melhor experiência:
A preparação em um gaiwan ou mesmo em um pequeno pote de chá não vai interferir em suas características. Logicamente a água é fator importantíssimo na preparação de chás especiais ( normalmente uso água mineral pH  7). A temperatura não pode passar dos 80 graus, mas usualmente prefiro entre 70 a 75 graus para usufruir da folha por completo, com toda delicadeza que requer este chá. Tempo de infusão de suas folhas em um tempo máximo de 1 a 1,5 no início e aumentando gradualmente nas próximas.

Folhas longas inteiras esverdeadas. Após a infusão as folhas retomam seu aspecto original da colheita tão qualificada.  O aroma é inconfundivelmente fresco de aspargos recém cozidos no vapor, além de notas florais.

Possui um sabor umami, que não é comum aos chás verdes chineses.

Chá verde “White Anji” . Conforme pesquisadores descobriram, este chá contém o dobro de quantidade de aminoácidos comparado a outros chás verdes.
O seu licor é de uma palidez de um leve e suave suco de maça verde.
Folhas infusionadas- White Anji Tea

A sensação aveludada, delicada e equilibrada já se nota ao primeiro gole. Invade todo seu paladar com a suavidade de um chá artesanal bem feito e de rara beleza.

Altamente recomendado.

Vale a pena assistir este vídeo do Youtube sobre o chá Anji White. clique aqui :  How White Anji tea is produced?

Nosso chá White Anji é o original do condado de Anji em  Zheijang- China.  Raridade.

More from Elizeth R.S.v.d.Vorst
O chá aquece nossas lembranças e nossos sonhos….
O inverno me traz momentos de muitas lembranças… é a estação que...
Read More
0 replies on “Anji White- uma rara beleza do artesanal”