M-Munnar

Munnar é uma das áreas de cultivo de chá mais famosas do sul da Índia. Encontra-se nos Gates Ocidentais, a região montanhosa que corre ao longo da borda ocidental da península do sul da Índia. É uma região de grande altitude, com elevações acima de 2200 metros. O jardim de chá Kolukkumalai está a quase 2500m, tornando-se um dos jardins mais altos do mundo. A região goza de boas chuvas e compartilha semelhanças com os Nilgiris no terroir e característica importante com as florestas tropicais ( shola).

Munnar

Munnar é hoje, provavelmente, mais famosa pelos seus muitos pontos turísticos, sendo popular por seu clima frio e jardins de chá exuberantes. Existem alguns parques nacionais nesta área, tornando-se uma ótima opção para observadores de pássaros, amantes da natureza, trekkers, pescadores e fotógrafos. O turismo local do chá está prosperando.

Os amantes do chá irão apreciar a história ligada a esse lugar. Os europeus chegaram em 1870 quando John Daniel Munro, residente britânico, foi chamado para resolver uma disputa entre os estados principescos de Travancore e Madras. A caminho para essa reunião, ele se deparou com as colinas Munnar, também conhecidas como Kannan Devan Hills, que pertenciam a um rei local. Munro conseguiu persuadir o príncipe a arrendar 136.000 acres dessas colinas para ele, por uma quantia de Rs 5.000 e um aluguel anual de Rs 3.000. Ele então decidiu criar a North Travancore Land Planting & Agricultural Society. Várias culturas foram plantadas e o chá foi introduzido em 1880. As fazendas de chá surgiram  e vieram novas empresas de plantações como a Finlay Muir & Co , que estava entre os maiores proprietários de plantações da região.

Jardim de Chá: Kannan Devan

Para ter uma noção da história, é preciso visitar os dois museus, o Tata Tea Museum no jardim de Nallathani, o primeiro museu do chá da Índia que mostra máquinas e artefatos, e o Lockhart Tea Museum da Harrison’s Malayalam Company que mostra a história do plantações primitivas e maquinaria centenária.

Hoje, 12.000 hectares de Munnar são cultivados para o chá, com o jardim de chá mais famoso, sendo o Kannan Devan Hill Plantation ou KDHP, formado em 1897. Este era de propriedade da casa corporativa mais renomada da Índia, Tatas. Em 2005, a empresa decidiu sair do negócio de plantações. Curiosamente, eles decidiram criar um modelo em que os funcionários recebessem a propriedade da empresa. Os trabalhadores são proprietários majoritários com a Tata possuindo uma pequena participação.

Quanto ao chá, Munnar produz 27 milhões de quilos de chá, principalmente CTC, resultando em uma xícara de chá intenso e encorpado.

Edição e Tradução livre : Elizeth R.S. v.d. Vorst

More from Aravinda Anantharaman
Jhumur- Arte e Cultura em Assam
Quando os britânicos começaram as plantações de chá de Assam, eles precisavam...
Read More
0 replies on “M-Munnar”