Chá verde Dragon Well- Um exemplo de chá artesanal

A região de Longjing está localizada na Montanha Fenghuang, a sudoeste do Lago do Oeste. O nome Xihu Longjing se refere literalmente a Dragon Well( ou poço de dragão), uma variedade de chá verde, de formato achatado como uma pena e cultivado exclusivamente nesta região, onde as encostas das montanhas, que proporcionam sazonalidade, umidade , condições de solo e variações de temperatura, produzem a melhor folha.

O chá Dragon Well é um dos mais conhecidos de todos os chás verdes em todo o mundo.  O que torna o Dragon Well único é esta combinação de terroir e tradição artesanal, além do compromisso de preservar ambos.

Tradicionalmente o chá é servido em uma xícara transparente para destacar o desdobramento da folha durante o preparo.

Outras regiões da China agora cultivam variedades de Dragon Well  e muitos pequenos agricultores produzem variantes em áreas ao redor de Longjing. Estas se diversificam amplamente em qualidade, e lamentavelmente, há muitas imitações, falsificações e adulterações.

Hiper categorias do chá Longjing Dragon Well são vendidos a preços de luxo, assim como vinhos raros e muitas vezes pelos mesmos motivos: exibição social e consumo altamente ostentatório.

Entretanto, vale a pena enfatizar que um satisfatório chá verde Dragon Well pode ser encontrado por aproximadamente 40 centavos de dólar por xícara, alguns centavos a mais do que um chá em sachê de menor qualidade e sabor.

Lion´s Peak

O calendário é um componente criterioso da qualidade de produção do Dragon Well; A folha de grau imperial mais rara é arrancada no Lion´s Peak apenas no primeiro dos dez dias do festival pré-Qingming, antes que as chuvas sazonais da primavera comecem.

O governo chinês aloca um sexto de acre por membro da família que vive sob o mesmo teto no Lion’s Peak para sua plantação de chá. Significa que muitos são de apenas um acre: três quartos de um campo de futebol. Isso produzirá talvez 28 kg de chá acabado. Os melhores produtores têm sob comando o preço correspondente.

Antigo e moderno: mil anos de continuidade

O Dragon Well consiste no povoado Dragon Well, Templo Dragon Well e o chá Dragon Well. Estes nomes se originaram da fonte Dragon Well. É uma das três fontes famosas. Esta fonte vem da rocha e sua água é pura e livre de poluição.

Há referências ao chá de Dragon Well já no século VIII, entretanto ele foi formalmente denominado no século XIII. O imperador da Dinastia Qing, por volta de 1750, reservou 18 arbustos onde as folhas eram arrancadas durante apenas um único dia por ano. Ele deu ao chá um status Imperial Gong Fu como uma homenagem.

Nos tempos imperiais, jovens virgens vestindo luvas de ouro e usando tesouras de ouro, cortavam delicadamente o cabo e o colocavam em uma cesta de ouro. O poço do dragão era famoso pela pureza de sua água de acordo com várias lendas. Uma delas começa com um monge que visitou um dragão local para conseguir a sua ajuda para acabar com a seca. Daí o nome dragão.

A tradição do chá da China é uma mistura de tendências históricas genuínas, desenvolvidas como fábulas e depois romantizadas para fins de marketing. Os arbustos originais ainda prosperam num turístico Jardim de chá Imperial.  Até agora, as proibições de pesticidas mantiveram intacta a água da chuva da montanha. A mudança climática é uma ameaça sempre iminente.

Como muitos dos chás de origem, que crescem nas regiões montanhosas, Longjing é uma atração popular turística, combinando história, cenário, étnica, costumes, conservação da vida selvagem, templos budistas e artefatos. É a única, entre as mais prestigiadas regiões produtoras de chá da China, a estar perto de uma das suas maiores cidades, Hangzhou.

Hangzhou

Se você planeja visitar a China, vale a pena colocá-la no seu itinerário. Este é um patrimônio da UNESCO e há muito tempo é um centro de história, design de artes e jardim e produção de chá.

Confeccionando o chá Dragon Well

Dragon Well  continua muito bem. Os pontos fortes históricos foram preservados e o cenário também: nenhuma máquina monstruosa colhendo nas encostas. A produção é seletiva, mão de obra intensa e lenta. Em um dia de trabalho de 10 horas, um colhedor de chá Longjing reúne 1,800 kg a 2,300 kg de folha, 80.000 brotos individuais de tamanho uniforme de 1-2 centímetros. O que faz apenas 450 g de Dragon Well acabado.

É um chá verde leve, com um fresco e nítido aroma vegetal e um longo e persistente retrogosto. Não há sinal de amargor. As classes superiores são mais uniformes e consistentes em cor e forma.  Os sabores e aroma são mais pronunciados.

A questão do paladar e preferências de gosto é apenas o quanto “mais” é perceptível para você. As categorias médias do Longjing Dragon Well são realmente satisfatórias e as mais baixas são boas, embora menos duradouras no sabor e com menor frescor no armazenamento.

A colheita define os parâmetros de custo e qualidade. É uma atividade surpreendentemente complexa que envolve muito mais do que simplesmente tirar o topo do arbusto. Os produtores chineses distinguem vários níveis de colheita. Enquanto a colheita Imperial (Imperial pluck), que é a de alta qualidade, coleta apenas o broto e uma folha, a colheita excelente (Fine pluck) colhe as duas folhas e um broto.

A questão não é simplesmente como colher as folhas. A própria natureza das altas encostas das colinas torna impraticável o uso de máquinas. Mas como escolher os melhores brotos no melhor momento e nas melhores condições climáticas? O colhedor deve evitar machucar a folha, abraçar a haste ao invés de quebrar e rejeitar as pontas roxas ou desgastadas. Isso não é feito a um ritmo pausado. As mãos se movem muito rapidamente e com precisão. Um único dia de trabalho acrescenta até trinta mil ações no pulso.
Quanto melhor o solo, melhor a folha no arbusto em termos de nutrientes, a quantidade de substâncias que lhe dão sabor e a tornam saudável além do potencial para extrair características especiais. Quanto melhor a colheita, maior a oportunidade, para o fabricante de chá, moldar, refinar e equilibrar os muitos elementos que produz um Dragon Well ou qualquer um dos outros grandes chás.

A qualidade do chá é uma função do que está na planta e como é selecionada e colhida. As máquinas têm sido usadas por um século para etapas completamente rotineiras que não envolvem julgamento, variações e desafios de qualidade.  No momento em que a folha é cortada mecanicamente ou cortada pelos maxilares afiados de um rotor Vane, o chá se torna completamente diferente.

Desta forma, os processos globais dos chás artesanais, como o Dragon Well, permanecem antiquados, ineficientes e intensivos em mão-de-obra. Contudo, hoje, e para o futuro próximo, um Longjing Dragon Well processado mecanicamente significaria mudar caminhos, desde a variedade artesanal até a padronização do agronegócio.

Chazal em Longjing- Todos os chás artesanais são variantes desta sequência prática, começa no campo.
As duas folhas e um broto não têm como competir entre si.

Simplesmente não há como uma colheita mecânica de chá possa criar um chá verde Dragon Well, um Mao Feng, um branco Moonlight branco ou preto de Darjeeling, com as mesmas gamas de sabores, texturas, nuances e sutilezas individuais, assim como os 40 conceituados e distintos Dragon Wells.

A colheita do Dragon Well e sua produção continuam da mesma forma. A folha é espalhada e seca por 8-10 horas, com atenção cuidadosa ao calor e à umidade. É então aquecida em dois estágios com duração de 30-100 minutos, com a temperatura ajustada para a remoção da umidade na folha.

Processo de queima do Dragon Well – muita habilidade com as mãos

A delicada e leve queima é feita com as mãos nuas, para que o trabalhador perceba a temperatura do “wok” (tacho) e a textura da folha ao ajustar o processo. São necessários três anos para aprender os dez distintos movimentos de mão envolvidos. Apenas  aproximadamente 114 gramas de folhas são queimadas por vez. As categorias mais baixas são aquecidas num wok mais quente, por mais tempo e com pressão de mão mais pesada.

Escolhendo e comprando Dragon Well

Comprar o chá Dragon Well é fácil.Há muitas lojas online especializadas. Os preços são competitivos e há muita variedade. O mais importante é julgar pela qualidade. Mesmo para especialistas, pode ser um desafio.  Necessário se faz verificar o frescor das folhas e a garantia de qualidade e origem. Mesmo os menos qualificados ainda são mais saborosos dos que os chás verdes do Agronegócio. Mas vale a pena gastar mais, por um de grau mais elevado.

Os testes de qualidade para os não profissionais são se o chá possui frescor : Dragon Well possui folhas verdes de  forma e tamanho consistentes e não cheio de pedaços e galhos.  Estas questões são úteis principalmente na eliminação de chás de má qualidade, mas o  essencial é encontrar um fornecedor de confiança.

Em geral, as melhores fontes são os fornecedores com uma forte presença na região de origem, relacionamentos com produtores e agentes licenciados de exportação, descrições precisas do chá, sem poesia e exagero publicitário. Os fornecedores e importadores confiáveis apresentam informações precisas, oferecem as melhores categorias, embora nem sempre os mais raros e especiais de luxo.

Existe um inegável problema na indústria do chá a respeito de falsificações. Dragon Well  é tão vulnerável a isso como qualquer um dos chás de prestígio que comandam um preço e reputação superiores. Um truque usado é misturar uma folha de grau inferior com uma de grau superior ou alterar o rótulo de outra região de cultivo, como sendo de Longjing.

Uma regra geral que sugerimos não é apenas olhar o que é indicado, mas o que é omitido. O Dragon Well deve ser identificado de forma clara e confiável como de origem em Longjing, Hangzhou, na província de Zheijang. Omitir, é assumir que é de uma das outras províncias da China que oferecem o seu próprio Dragon Well , algumas vezes bom, mas  principalmente aceitável. Ou vindo de Taiwan ou Vietnã.O conselho é sempre observar e ler atentamente as informações, que devem estar claras sobre a e origem e  características de sabor e aroma. 

Há muitos outros chás artesanais comparáveis ao Dragon Well, caso você não o aprecie. São produzidos da mesma maneira e padrões, entretanto com variações de detalhes. São chás de outras regiões produtoras, como o chá verde Sencha do Japão, Oolong de Taiwan, Darjeeling da Índia, chás de jardins renomados do Sri Lanka, assim como a elite de chás brancos chineses.

Todos eles representam o que há de melhor da folha, e  embora possam ser muito caros como um vinho especial, eles são muito acessíveis e imperdíveis. Aprecie!

Verifique o chá Dragon Well do site www.chasespeciais.com.br

Tradução livre e edição Elizeth R.S.v.d.Vorst

Todos os direitos reservados- “Tea Tips” de Peter G.W. Keen

Written By
More from Peter G.W.Keen
Fertirrigação do chá: Alimentação de precisão
A fertirrigação é a distribuição de fertilizantes solúveis em água por meio...
Read More
0 replies on “Chá verde Dragon Well- Um exemplo de chá artesanal”