Glenburn- Um cantinho do céu

Foto -Elizeth v.d.Vorst Local: Glenburn- Darjeeling)
Os melhores chás começam do alto, principalmente nas encostas das montanhas. A melhor folha está na ponta do ramo, na parte superior do arbusto e é arrancada com as pontas dos dedos.

Peter Keen( em memória)  faz menções várias vezes, em seu livro Tea Tips, sobre os chás das altas montanhas e os distinguia  como “tip top”, ou seja, colhido o broto e as folhas do ponta do arbusto e no topo das altas montanhas.“Tip and top” (ponta e topo) são mais do que um jogo de palavras. Estas palavras são básicas para entender o que faz um chá das regiões montanhosas serem tão apreciados”, dizia ele.

A colheita dos brotos e das folhas mais jovens nas encostas das montanhas é manual e por trabalhadores habilidosos. As névoas sazonais, a chuva, os ventos e as mudanças de temperatura podem criar diferenças nos sabores e às vezes no mesmo dia. Essas diferenças se iniciam a partir da colheita e do processamento da folha. Se a folha é arrancada manual e seletivamente, preservando sua integridade, há um compromisso e o cuidado em trazer seu distinto caráter, ao passo que se a folha é arrancada sem seleção, picada ou despedaçada, haverá um bloqueio do trajeto artesanal.

Duas folhas e um broto são uma descrição essencial e quase uma lei natural da fabricação de chá superior. Ninguém encontrou uma forma de melhorar isso e está se tornando cada vez mais difícil ter os lucros necessários para manter vivo este tipo de colheita.

Falar em chás de altas montanhas, para mim, sem mencionar Darjeeling, na Índia, seria negar minha preferência. Indubitavelmente, os chás de Darjeeling são os chás considerados como “champanhe dos chás” e um dos aspectos mais importantes para esta denominação é a sua localização, o seu terroir e a maneira como são colhidos e fabricados.

Escolher o melhor entre tantos chás Darjeeling é uma questão realmente de conhecimento e paladar. Muitas questões sociais e políticas fizeram com que a qualidade não fosse mais a mesma, muitos jardins foram vendidos e fechados, mas ainda há alguns que podemos garantir sua qualidade premium e um deles, com toda minha reverência ao local, é o de Glenburn.

A localização de Glenburn é de tirar o fôlego. A propriedade de chá com 1600 acres, pertence a uma família de 5 gerações, hoje comandada por Mr. Prakash e sua esposa Husna. E minha admiração por este jardim especial é motivada pelo que há por trás dele.  É o cuidado em preservar o processamento artesanal, o meio ambiente, o respeito e dedicação aos seus trabalhadores e suas crianças.

Realmente, Glenburn não é somente um chá superior,  é muito mais que isso. É um chá para fechar os olhos e se transportar às alturas, literalmente.

Chá preto Outonal Glenburn    Foto: Elizeth v.d.Vorst

Conheça um pouco sobre este inspirador local.

Direitos autorais a Glenburn Tea estate. Autorizada a reprodução para Tea Friends.

More from Elizeth R.S.v.d.Vorst
Novo millennials, negócios e inspirações
  Pertenço a geração baby boomer. Que nome, não é?  É uma...
Read More
0 replies on “Glenburn- Um cantinho do céu”